Todos nós conhecemos e adoramos a festa de São João. Milho assado, canjica, pamonha, quadrilhas, brincadeiras e o clima de inverno, como não se encantar com tudo isso, não é mesmo? É uma festividade que agrada a todos nós, sejamos adultos ou crianças. Aqui na Feedobem já falamos sobre o simbolismo do São João e sua festividade, mas você já parou para pensar quem foi São João? Qual o seu papel para a história do Cristianismo e por que há uma celebração tão grande como as festas juninas para comemorar o nascimento desse santo?

Hoje, portanto, vamos conhecer um pouco mais desse personagem fundamental para uma das maiores religiões do mundo.

São João é, na verdade, João Batista, o homem que ficou conhecido por conduzir o batismo de Jesus. Seu nome vem de uma mistura do hebraico com o latim, sendo o significado mais próximo a algo como “o misericordioso e abençoador”. Pensando nessas ideias e refletindo sobre sua vida, são adjetivos que fazem jus a como esse homem conduziu sua maneira de viver, baseando-se na fé e na piedade. 

Entretanto, João Batista, por razões cronológicas, não era cristão. Ele nasceu no berço de uma família nobre da região da Judeia e seu pai, Zacarias, era um sacerdote do judaísmo. Sua educação foi devidamente refinada e fortemente influenciada por seu pai, logo, João Batista, desde muito cedo, viveu dentro do seio da religião. Essa vivência se mostrou, quando observamos toda a sua biografia, uma tônica muito presente na vida do Santo. 

Trazendo aspectos históricos, acredita-se que João Batista tenha nascido no ano 2 a.C. e vivido até 28 d.C, tendo falecido aos 30 anos após ser preso e decapitado a mando de Herodes, o governador da Judeia. Apesar do seu final trágico, bem retratado na Bíblia e através de obras de arte, a vida de João Batista, ao contrário do que poderíamos pensar, foi bem aproveitada e certamente cumpriu com seu papel na História. 

O santo, que precisou assumir o comando da casa aos 17 anos devido ao falecimento do seu pai, mostrou suas Virtudes a todo momento. Um bom exemplo disso foi quando sua mãe Isabel morreu, deixando-o sem família. João Batista doou todos os bens que tinha herdado para a congregação judaica que seu pai comandava e partiu para sua trilha. Isso mostra que ele não estava preocupado com bens materiais ou com uma vida confortável, mas sim disposto a viver por algo maior. 

A partir disso João Batista começou a preparação para realizar o seu maior objetivo: anunciar a vinda de um novo Messias. Assim, ele percorreu toda a Judéia pregando sobre esse ser de Sabedoria que traria uma nova mensagem Divina. Para além disso, uma das grandes contribuições de João Batista foi a introdução do Batismo como um modo de conversão. A bem da verdade, o rito do batismo já existia no judaísmo, porém, foi João Batista que utilizou essa cerimônia para converter outras pessoas ao judaísmo. 

Agora pensemos um pouco nessa situação: imagine mudar uma tradição de uma religião milenar como o judaísmo, fazendo com que agora não só se nasça judeu, mas que você possa se converter a essa fé. Naturalmente diversas lideranças judaicas ficaram chocadas com a atitude de João, além de reprovar a mesma. Devido a essa postura, João Batista provavelmente era visto como um rebelde, alguém que buscava quebrar as regras e não se conformava com o que se passava ao seu redor. Isso, inclusive, foi motivo da sua prisão por Herodes, que temia que a influência de João Batista pudesse acarretar em uma revolta na província.

Segundo os relatos bíblicos, João Batista foi preso em torno do ano 26 d.C., dois anos antes de sua execução. Entretanto, não sabemos até que ponto o que foi escrito ao seu respeito tem precisão histórica. Visto isso, não devemos nos prender tanto aos dados, mas sim aos símbolos e feitos desse grande homem.

Talvez o fato mais conhecido sobre a vida de São João seja o batismo de Jesus. Esse momento provavelmente ocorreu próximo de sua captura, mas ele marca um momento fundamental na história do Cristianismo. É o momento do batismo que aponta Jesus como o Messias profetizado por João, e assim os fiéis seguidores de João passam a admirar e a seguir as ideias de Cristo. Segundo o relato bíblico, ao ocorrer a cerimônia do Batismo de Jesus teria-se ouvido uma voz que dizia que “este é o meu filho e a ele dou minhas bençãos”. Assim, o fenômeno paranormal apoiaria ainda mais a profecia de João e confirmaria que Jesus, de fato, era o Messias.

Após esse acontecimento, as figuras históricas de Jesus e João passaram a ganhar mais força dentro do campo da fé. Como bem sabemos, isso chama atenção da administração romana que passa a prender alguns seguidores e discípulos da nova fé que passava a surgir.

A morte de João Batista é um momento dramático que conhecemos bem. Após sua prisão e condenação por subversão da ordem, ele é decapitado. O relato ganha tons mais cruéis quando dizem que sua cabeça foi dada de presente em uma bandeja de prata a Herodes, confirmando assim a morte do profeta. Seu corpo sem vida foi levado e sepultado por seus discípulos. Assim morreu João Batista, o homem que previu a vinda de Cristo e seguiu sua jornada em outro plano.

Para além das questões religiosas, podemos refletir como João Batista foi um exemplo de vida inspirador. Os aspectos de sua biografia são modelos de como podemos ter uma existência dedicada ao Sagrado. São João abriu mão do conforto de uma vida com regalias, doou seus bens materiais, que pouco lhe importavam, aos que necessitavam, e principalmente não abriu mão de seus Princípios, mesmo nos últimos momentos de sua vida.

Se refletirmos sobre a nossa própria vida, poderemos ter João como um símbolo de sacrifício por algo maior do que nós mesmos. A sua missão de vida era introduzir o Messias ao mundo, o que o fez no Batismo de Cristo. Imaginemos por um minuto se ele não tivesse a força necessária para cumprir seu destino? Talvez Jesus não tivesse sido conhecido por tantas pessoas e não tivesse tido os seus discípulos. Graças ao sacrifício de João Batista é que a mensagem de Amor e União de Jesus pôde ser conhecida por mais pessoas.

Por isso celebramos o São João de maneira tão fervorosa, sendo o 24 de junho a principal data desta festividade. Sabemos que outros santos também estão relacionados às festas juninas, mas somente um carrega o seu nome. Graças a sua dedicação e entrega à Vida é que podemos dizer que São João, para além da festa junina, é um nome que nos remete a uma vida que nos enche o peito de Amor e Realização. Honremos, portanto, as ideias defendidas com tanto afinco por esse homem que buscou realizar sua missão com Eficácia e Boa Vontade. 

Pesquise sem sair da publicação

Artigos mês
fevereiro 2024
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829  
Siga o nosso instagram

Compartilhe com quem você quer o bem

Talvez você goste também

Deixe um comentário e faça parte da conversa!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, de acordo com a nossa Política de privacidade . Ao continuar navegando, você concorda com o uso de cookies.

Escute músicas enquanto navega em nosso site.