A Gratidão sempre foi considerada uma Virtude pelas mais diversas culturas. Agradecer, em síntese, é um ato de Fé e de confiança na Vida. O nosso mundo atual, com demandas cada vez maiores e o consumismo exagerado, por vezes nos faz esquecer dessa capacidade intrinsecamente Humana de ser grato. Acabamos nos afundando na rotina, nos prazos, na “correria” e não olhamos para nós mesmos e pensamos o quão gratos devemos ser à Vida por tudo o que já conquistamos, ganhamos e aprendemos.

 

 

 

 

Uma tradição iniciada no século XVII, nos EUA, hoje nos ajuda a lembrar sobre a Virtude da Gratidão. É o famoso feriado do “Dia de Ação de Graças”, celebrado na quinta-feira da quarta semana de novembro. O feriado, hoje vivido por muitos países, inclusive pelo Brasil, começou como uma forma de agradecer a Deus pela boa colheita. Os colonos americanos, de raízes protestantes, voltavam-se em agradecimento a Deus pelas dádivas recebidas durante o plantio. Com o tempo, porém, a “Ação de Graças” passou a conceber não apenas o bom resultado nas plantações, mas principalmente os bons momentos que ocorreram ao longo do ano. 

 

 

É contado que no primeiro dia de Ação de Graças os índios americanos, com cultura e religião distintas da dos colonos, foram convidados para o banquete de celebração da colheita. E eles se fizeram presentes, sem discriminar os colonos e sua fé. Por isso, é costume nesse dia reunirmos a família e as pessoas que gostamos. Esta reunião em torno de uma mesa para compartilhar uma refeição é uma maneira singela e simbólica de perceber que aquilo que nos une supera quaisquer diferenças que possam existir. 

 

 

Muito se questiona sobre a precisão histórica desse evento, porém este relato serviu e serve como um símbolo dos Valores Humanos que existem por trás dessa data: a União e a Gratidão. As nossas ações, quando direcionadas para o Bem e  para a Fraternidade, são compreendidas por todos aqueles que também inclinam-se para esses Ideais, mesmo que nossas culturas e religiões sejam diferentes na aparência.

 

 

Precisamos olhar para a Vida buscando o que está além da mecanicidade do cotidiano. Essa visão nos ajuda a entender que há muitos motivos para sermos gratos. E que dentro de cada Ser Humano há a mesma chama, a mesma essência, que nos tornam membros da mesma família.

 

Esse deve ser o nosso espírito frente às adversidades também. É comum agradecermos apenas aos bons acontecimentos de nossa Vida, mas são os maus momentos que nos trazem Força e Crescimento. No fim, a Gratidão, como uma verdadeira Virtude, não está sujeita ao que acontece no mundo externo, mas sim ao que conseguimos encontrar dentro de nós mesmos.

 

 

Não importa se a colheita foi boa ou não, sejamos gratos! Não importa que tenhamos nos ferido, pois se a dor gerou consciência e aprendizado, então valeu a pena. Como dizia o poeta:

 

Valeu a pena? Tudo vale a pena

Se a alma não é pequena.

Quem quer passar além do Bojador

Tem que passar além da dor.

Deus ao mar o perigo e o abismo deu,

Mas nele é que espelhou o céu.

 

Fernando Pessoa

 

Assim deve ser o nosso espírito frente às nossas experiências. Por isso, devemos sempre celebrar e agradecer a Vida que temos, os companheiros que seguem ao nosso lado e as dificuldades que nos ajudam a crescermos.

 

Pesquise sem sair da publicação

Artigos mês
fevereiro 2024
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829  
Siga o nosso instagram

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, de acordo com a nossa Política de privacidade . Ao continuar navegando, você concorda com o uso de cookies.

Escute músicas enquanto navega em nosso site.