Tempo de leitura: aproximadamente 6 minutos

O ser humano é um ser altamente dinâmico, versátil e múltiplo. Mas você já parou para pensar na quantidade de ações que podemos fazer: das mais egoístas e violentas, até as mais nobres, altruístas e generosas? Desenvolvemos sentimentos profundos e em contrapartida emoções grosseiras e baixas. Todo esse espectro de possibilidades habita dentro de cada um de nós, no entanto, qual será o fator que vai definir a nossa conduta? Ou será que são vários os fatores desencadeantes?

Há quem diga que a educação é a chave para solucionarmos esse problema. Não necessariamente a educação escolar – que mais tem focado em disciplinas, cálculos e habilidades técnicas – mas a educação formativa, ou seja, aquela que busca dar uma forma de vida, um estilo de conduta e moral. Geralmente a recebemos em nossas casas, do núcleo familiar. Dependendo de como somos criados e educados, isso vai afetar no nosso comportamento, na índole de nossas ações e nos sentimentos que desenvolveremos ao longo da vida. Sem desconsiderar esse fator, há vertentes que defendem que a conduta de um homem vai depender do meio em que ele vive. Filósofos modernos como Rousseau, Locke e Durkheim, por exemplo, fundamentam suas doutrinas a partir da ideia de que a sociedade corrompe o homem e que seu comportamento será totalmente influenciado pelo ambiente em que vive, logo, podemos dizer que, na ótica desses pensadores, o ser humano é um produto do meio em que vive.

Para além disso, podemos citar também as visões mais esotéricas do assunto, as quais acrescentam que a conduta humana também está definida por fatores kármicos. Segundo algumas doutrinas advindas do Oriente, a Lei do Karma está diretamente atrelada à reencarnação, gerando portanto o processo de ação que conduz à evolução humana. Sendo assim, de forma resumida, uma pessoa pode nascer com um karma, fruto de encarnações anteriores, causando uma tendência para uma conduta específica, seja ela mais correta ou mais ‘deturpada’. Isso não impede a pessoa de mudar, pois o karma não é rígido nem estático, mas é uma visão que traz a ideia de que o Ser Humano já nasce com uma certa inclinação para habilidades e índole.

Fonte: Imagem retirada do site: https://www.eusemfronteiras.com.br/12-leis-do-karma-que-mudarao-sua-vida/

Até mesmo no pensamento filosófico Grego, temos opiniões divergentes sobre o assunto. Enquanto Platão defende a ideia da reminiscência, que o homem reencarna com aprendizados adquiridos em vidas passadas, Aristóteles defendia a ideia da tábua rasa, em que o homem adquire tudo ao longo de uma vida. Essas são apenas citações de muitas teorias e doutrinas acerca deste assunto para ilustrar que a conduta humana sempre foi um assunto pertinente. Dentro dessa perspectiva, o que move um homem a agir? O que o condiciona? E o que o inspira? Esse questionamento foi respondido de inúmeras maneiras, mas qual será a mais próxima da verdade?

Dentre muitas opiniões, há uma ideia que parece ser um intercessor comum quando se trata da conduta humana: o caráter. Comumente falamos essa palavra ao afirmar que tal pessoa foi um ‘mau caráter’ ou quando elogiamos alguém: ‘é uma pessoa de caráter’, mas o que significa isso? Como é formado o caráter no ser humano? É moldável? Nascemos com ele ou construímos ele ao longo da vida?

Seguindo a etimologia, caráter significa “maneira habitual de reagir, própria de cada indivíduo; índole, personalidade, temperamento, qualidade distintiva”. Há também outro significado: “conjunto de características e traços relativos à maneira de agir e de reagir de um indivíduo. O caráter é o que define a personalidade e a índole de uma pessoa”. Com isso, podemos observar que o caráter é algo individual e único, e que por ter essa característica de ser uma maneira de agir, vemos que a formação do caráter pode ser uma grande ferramenta na formação do ser humano. 

Para além do meio, do karma e demais fatores que explicam as tendências de ações do homem, percebemos que uma chave de resposta se dá na formação do caráter. Segundo as tradições, o ser humano não nasce com o caráter 100% pronto, ele é construído ao longo da vida, iniciando na infância e se consolidando na fase adulta. No momento em que o nosso caráter está em construção, a educação que recebemos e o meio no qual vivemos vão contribuir fortemente neste processo. E a partir do seu caráter formado, o ser humano vai se portar diante da vida. 

Fonte: Imagem retirada do site: https://www.preparaenem.com/sociologia/educacao.htm

Neste sentido, a formação do caráter é fundamental para a construção de uma sociedade e da própria evolução humana. A questão é: sabemos formar os caracteres corretamente ou aprendemos a deturpá-los? Citando novamente Platão, o Filósofo afirma que essa formação é essencial no processo de educação, começando pela infância. E que, desde cedo, deve-se aprender a gostar do que é bom, caso contrário, aprendemos a gostar do que nos faz mal e com isso deturpar nosso caráter. Por exemplo: você já percebeu que os bebês comem alimentos sem açúcar, sem sal, sem fritura, muitos vegetais e frutas, e que, na medida em que crescem, trocam esses alimentos por frituras, fast food, açúcar, cafeína etc.? E que às vezes é feito um grande esforço de reeducação alimentar para voltar a gostar do que é saudável? É como se trocássemos o que nos faz bem pelo que nos faz mal. 

Você já conheceu pessoas que gostam de ver cenas de crimes (fotos de acidentes de trânsito, notícias mórbidas)? Algo que evidentemente faz mal para a psique humana, que desperta a morbidez é alimentado e muitas vezes guardado com imagens vívidas em nossa memória. Ao invés de estimular a procura pelo bom e inspirador, procura-se o mórbido, violento e, em resumo, o que nos faz mal. Esses são elementos que mostram a falha na formação do nosso caráter e isso é o que gera o famoso ‘mau caráter’. Pois essa pessoa com o caráter deformado, ou seja, com uma forma inadequada, nada mais é do que alguém que aprendeu a gostar do errado, do ilícito, do ilegal e do injusto. Infelizmente, ou felizmente, o ser humano é muito moldável e adaptável, então ele pode aprender a se atrair pelos maiores absurdos que existem, inclusive o mal. 

Imagem: Foto retirada do site: http://obviousmag.org/em_cada_esquina/2019/a-flor-que-habita-em-voce.html

Platão fala que, desde muito cedo, deve-se ensinar às crianças os valores corretos, como beleza, bondade e justiça. Como desenvolver esses valores? Para o Filósofo, é fundamental que em nossa fase infantil estejamos rodeados de beleza, amor, pureza, exemplos de virtudes, para que isso seja impregnado nos primeiros anos da formação do caráter e, ao chegar na fase adulta, tudo que deturpe essa forma de enxergar a vida seja ofensivo e não gere atração, mas sim repulsão. O nosso caráter se dá através da construção, e mesmo você que lê este texto e se considera adulto, não perca a esperança de continuar formando seu caráter. Sempre há tempo para aprender a gostar do que nos faz verdadeiramente bem.

Hoje em dia, a formação de caráter está muito associada ao desenvolvimento de técnicas que habilitam uma pessoa para produzir algo. Usamos essa palavra como um adjetivo para alguém que se esforça no trabalho, que segue as leis e obedece aos seus superiores e, em algum grau, um caráter bem formado terá de fato essas qualidades, mas não podemos resumir essa ideia apenas a tarefas que podem ser feitas de maneira mecânica, ou seja, sem vida ou pensamento. Uma máquina bem programada também seria capaz de produzir de maneira adequada, obedecer e seguir diretrizes, mas jamais diríamos que ela tem um bom caráter. Portanto, ter habilidades técnicas e saber obedecer não é caráter. Caráter, em última instância, é controlar a mente, é controlar a si mesmo e é manter a lucidez em situações adversas. É ser fiel a sua melhor parte, mesmo que o meio não o inspire para isso. É, por fim, não esquecer quem você é, e buscar dar o melhor de si sempre.  

Não nos acomodemos com o presente. Se fomos bem educados e inspirados na infância, usemos isso a favor de aperfeiçoar, cada vez mais, nosso caráter e ajudar os outros a fazer o mesmo. Se percebemos que há pontos que precisam ser trabalhados, a hora é agora, sempre há tempo para buscarmos sermos melhores, mais bondosos e mais justos. 

Pesquise sem sair da publicação

Artigos recentes
Artigos mês
abril 2024
STQQSSD
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930 
Siga o nosso instagram

Compartilhe com quem você quer o bem

Talvez você goste também

Deixe um comentário e faça parte da conversa!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, de acordo com a nossa Política de privacidade . Ao continuar navegando, você concorda com o uso de cookies.

Escute músicas enquanto navega em nosso site.