Tempo de leitura: aproximadamente 5 minutos

“Agora, tendo visto tudo e sentido tudo, tenho o dever de me fechar em casa no meu espírito e trabalhar, quanto possa e em tudo quanto possa, para o progresso da civilização e o alargamento da consciência da humanidade.” O trecho acima é uma carta de Fernando Pessoa direcionada a Amado Cortes-Rodrigues, amigo e poeta...

Você precisa se conectar para ver este conteúdo. (Cadastre-se aqui.)

Pesquise sem sair da publicação

Ouças nossa playlist enquanto navega pelo site.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, de acordo com a nossa Política de privacidade . Ao continuar navegando, você concorda com o uso de cookies.