Há exemplos que falam mais do que mil palavras, às vezes há exemplos que nem mesmo as palavras podem descrever tamanha grandeza. Um desses casos é Chico Xavier. Mas, o que o tornou tão singular? Talvez a sua forma de Amar ao próximo, sua Bondade e Simplicidade que o orientaram durante a sua existência, ou ainda, talvez sua Generosidade e Caridade que pautaram as suas decisões em benefício dos mais pobres. Sejam lá quais forem os motivos, o fato é que Chico Xavier carregou consigo Valores Morais tão profundos que seu exemplo de vida percorrerá por épocas a fio.

Francisco de Paula Cândido Xavier nasceu em 1910 na cidade de Pedro Leopoldo, em Minas Gerais. Filho de uma família de oito irmãos, seu pai era um humilde operário e sua mãe uma simples lavadeira. Aos cinco anos de idade ficou órfão de mãe e viu toda a sua família ser desfeita e seus irmãos distribuídos entre parentes e familiares. Ele não teve momentos de viver como criança, pois precisou trabalhar desde muito cedo para ajudar a sua família. Ainda na infância desenvolveu sensibilidades e poderes mediúnicos e passou a ser reconhecido mundialmente por essas habilidades. Chico Xavier, nome carinhoso como ficou chamado, foi um dos maiores responsáveis em difundir a religião espírita no Brasil. Em uma nação fortemente cristã, ele conquistou o respeito de todos à sua religião.

Mas, se tem uma coisa em que Chico se destacou, não foi nem tanto pela sua liderança religiosa, mas pela sua capacidade Humana de servir ao próximo sem esperar nada em troca. Ele se dedicou integralmente às obras de caridade, ajudou por décadas milhares de famílias pobres, praticou diversas ações de assistencialismo, aconselhamentos e visitas na sua comunidade. Psicografou vários livros que foram traduzidos em diversas línguas estrangeiras e toda a renda desse trabalho foi e é revertida em projetos sociais até os dias de hoje. Vale ressaltar que Chico sempre viveu um padrão de vida simples, mesmo se tornando um dos nomes mais renomados em mediunidade e caridade no Brasil e no mundo.

Possuidor de uma serenidade contagiante, falava baixo e de forma compassada, tinha um corpo franzino e uma saúde frágil. Mas por trás dessa frágil aparência, podíamos encontrar um grande Ser Humano, de uma força incrível, com um grande poder de superação de adversidades e sofrimentos. Carregava consigo uma Conduta Moral inquebrantável, digna apenas de quem já foi provado pela vida e conseguiu manter-se de pé. Para alguns, a importância da vida e obra de Chico Xavier foi na missão de difundir a doutrina espírita no Brasil. Para outros, a sua missão foi transcender os aspectos religiosos, uma vez que, através dos seus exemplos, nos ensinou que viver de forma Virtuosa é praticar o Bem constantemente, ou seja, “orar com as mãos sem cessar”.

Mesmo após a sua morte, em 2002, os pensamentos e as palavras desse mineiro continuam a iluminar várias pessoas, principalmente, fora do seu círculo religioso. Dentre as várias lições deixadas para todos pode-se citar, por exemplo, a sua concepção sobre a paz. Segundo Chico Xavier, viver em paz é uma atitude que integra pensamentos, palavras e ações. Ou seja, não se pode ter paz se se vive falando em guerra ou conflito, tão pouco se pode ter paz com os pensamentos e os sentimentos desordenados. A vida é uma e não se pode viver a paz se não for em todas as instâncias. Sobre a morte, ele nos alerta que, é importante nos acostumarmos que estamos de passagem, e nessa existência precisamos aprender a Amar ao próximo e Amar a Deus, porque a Vida é mais Espiritual do que material. Por isso, segundo Chico, a caridade ao próximo é uma forma de Amar e serve como uma  escola para a Alma, que a pratica em busca da evolução.

Ainda sobre as suas lições, ele nos fala desde os temas mais corriqueiros até os mais complexos com um grau de Sabedoria tão profunda que nos coloca de frente com as nossas limitações e debilidades. Por exemplo, quando ele nos fala sobre o Perdão, afirma que enquanto não conseguirmos perdoar quem nos ofendeu, estamos presos ao erro e ligados à ofensa. Acrescenta, em vários de seus escritos, que o errar é Humano, mas o Perdão é Divino e o Indivíduo que adquirir essa Virtude conseguirá superar toda e qualquer adversidade que lhe sobrevier.

Certamente, Chico Xavier foi uma pessoa muito especial que viveu entre nós, um desses Seres Humanos que nos ajudou a refletir e a nos reposicionar no palco da vida. Sem dúvida, dominou algumas Leis da Arte de Viver e por isso foi um exemplo de coerência moral, onde aproximou suas palavras e suas práticas de suas Ideias e dos seus Valores. A sua Fé na Humanidade nos trouxe Esperança, nos possibilitou acreditar em dias melhores, apesar de tanto egoísmo gratuito que andamos esbanjando. Acreditamos que no fundo, Chico sabia que quando mantemos a Fé e a Esperança na Humanidade, acabamos por recuperar a nossa também. Assim, como bem disse o sábio Chico Xavier, não percamos a Fé no futuro e nem em dias melhores, mesmo diante dos problemas e das adversidades mais difíceis. Creiamos e trabalhemos duro, porque tudo passa e tudo o que há na Terra se renova, mas o que vem dos Céus permanece, e assim, tudo o que há de Virtuoso em ti será Eterno e atravessará a Eternidade.

Pesquise sem sair da publicação

Artigos mês
fevereiro 2024
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829  
Siga o nosso instagram

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, de acordo com a nossa Política de privacidade . Ao continuar navegando, você concorda com o uso de cookies.

Escute músicas enquanto navega em nosso site.