Nova logo Portal Feedobem

Avicena: o árabe que curou o Ocidente.

Enquanto o mundo Ocidental mergulhava na Idade Média, desde a queda do Império Romano do Ocidente, o crescimento mulçumano unia as heranças da cultura persa e do mundo helênico. Isso fez com que os califados se transformassem em centros culturais movimentadíssimos, com desenvolvimento da matemática, da astronomia, da medicina, da filosofia e de diversas outras áreas do conhecimento. O califado é uma forma de organização política baseada na sucessão da autoridade do profeta Maomé. Nessa forma de Estado, a religião islâmica é a base do poder e da direção da vida. E é nesse contexto de forte influência do Islã e de efervescência cultural e científica que nasce e vive o árabe que curou o Ocidente. Seu nome: ‘Abu ‘Ali al-Hussain ibn ‘Abd Allah ibn al-Hassan ibn ‘Ali ibn Sina, ou como ficou conhecido no mundo latinizado, Avicena.

Avicena é uma daquelas personalidades que parecem já nascer sabendo que precisam dizer algo ao mundo. Desde pequeno, sua capacidade de memorização é incrível. Aos dez anos, ele recitava o Alcorão sem recorrer aos livros. Antes de completar dezoito anos, esse homem já dominava a Arte da medicina de forma tão abrangente que o soberano de Bujara, cidade medieval da Ásia Central, o contratou como médico da corte.

Outra característica desse tipo de Ser Humano, é apresentar uma curiosidade quase infinita e uma vocação para o ecletismo. Em outras palavras, uma vocação para unir diversas áreas do conhecimento e fazer uma síntese. No caso de nosso personagem, ele era médico, filósofo, matemático, astrólogo, alquimista, poeta, músico, físico, astrônomo, político, teólogo e místico. Seu nome era tão extenso quanto a lista de suas qualificações.

Naquela época, os estudiosos árabes tinham a sua disposição muitas das obras produzidas por autores gregos e romanos. Avicena fez algo extremamente importante, antes mesmo dos 21 anos, escreveu o Cânon da Medicina, um grande livro compilando diversas ideias de Aristóteles, Hipócrates, Galeno, Dioscórides, Sushruta e Charaka, além de suas próprias experiências enquanto médico. Esse livro teve tamanha importância para a nossa medicina ocidental que durante seiscentos anos foi o principal manual ensinado nas universidades europeias. 

Para se ter uma ideia da sua influência, São Tomás de Aquino faz 250 referências a uma obra de Avicena em seu principal livro, “Suma de Teologia”. O livro citado é o Kitab al-Shifa (O Livro da Cura). Ele é composto de 18 livros sobre as ciências fundamentais, a lógica, a matemática, a física e a astronomia. Com esse livro, o árabe mostrava que não pretendia apenas curar o corpo, mas também a Alma, algo que ele tentou levar a cabo no ano de 1014, quando foi escolhido ministro pelo emir Shams al-Dawla, em Hamadã. Nessa aventura política, tentou educar o povo e levá-lo a se tornar mais nobre e digno. Perseguido por inimigos após a morte do emir, fugiu e dedicou-se inteiramente a seus escritos. Em 1037, morreu prematuramente aos 32 anos.

Graças a ele, que ficou conhecido como o príncipe da medicina, ou o primeiro dos sábios, nossa civilização teve contato com o pensamento de Aristóteles durante a Idade das Trevas. Esse contato foi fundamental para o Renascimento que deu um sopro de saúde para a escuridão em que vivíamos. Ele não revolucionou o pensamento de sua época, mas guardou uma Tradição Humana. Foi o fiel depositário da mais importante herança que nossa civilização poderia receber.

Avicena nos mostra que a busca pelo conhecimento não está restrita a uma determinada cultura, é uma necessidade Humana. E enquanto formos Humanos, sempre haverão aqueles que de tanto buscarem o que vieram dizer ao mundo, terminam por deixar diversas mensagens que mudam a história. Você também sente essa sede? Como Avicena, você também quer entender os Mistérios da Vida?

Se a resposta for positiva, faça como esse grande homem, embarque na deliciosa aventura de buscar a Sabedoria. É possível começar agora mesmo, procurando saber mais sobre você, e estender essa busca para tantos campos do conhecimento, quantos você conseguir. E se em algum momento você se cansar, ou duvidar, lembre-se de Avicena, se inspire no impacto que um Homem com respostas sobre a Vida pode aportar para a Humanidade!

Compartilhe com quem você quer o bem

MENU

Siga nossas redes sociais

Ouças nossa playlist enquanto navega pelo site.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, de acordo com a nossa Política de privacidade . Ao continuar navegando, você concorda com o uso de cookies.