(Créditos: Diário de Olimpia)

Já vamos avisando, não se deixe levar pelos personagens bonitinhos e coloridos, pois ao final do filme “Divertida Mente” Você não enxergará mais o mundo e a si mesmo da mesma forma.

A personagem principal é a garota Riley, nascida em Minnesota, que quando completa 11 anos de idade, sua família se muda para São Francisco depois que seu Pai consegue um novo emprego. Como é comum para uma pré adolescente, essa mudança é bastante complicada, e ela tem dificuldades para administrar suas emoções. É aí que o filme fica mais interessante. Dissemos que Riley é a protagonista, mas na verdade os personagens principais são as suas emoções: Alegria, Medo, Tristeza, Raiva e Nojinho. Todos esses personagens interagem e se alternam no controle do “comando central”, dentro de Riley, e também no registro de suas memórias.

(Créditos: 7R Entreterimento)

Nesse momento difícil da vida da garota, as suas emoções também ficam instáveis, pois Alegria, que era acostumada a estar sempre presente em todas as experiências, inicia uma briga com a Tristeza, após ela fazer Riley chorar na sala de aula na frente dos novos colegas de classe, gerando assim uma emoção de base triste. Neste conflito, elas acabam fechando as ilhas de personalidade da garota, que são os interesse centrais da sua vida, como Família, hóquei, Honestidade e Amizade. Isso faz com que tanto Alegria quanto Tristeza sejam ejetadas da sala de controle sobrando para Raiva, Nojinho e Medo a tarefa de controlar o estado emocional da garota. Sem querer, eles acabam fazendo com que ela se distancie de seus Pais, Amigos e hobbies.

(Créditos: Ideias de Menina)

Este filme monta uma das representações mais geniais da Psique Humana: A inquietação das emoções de Riley ao passar por uma mudança; O fechamento das ilhas de interesse representando um estado depressivo; as lembranças de base única, contendo sempre uma única emoção, representando uma Psique ainda imatura; E a jornada de Alegria e Tristeza, uma tentando compreender e aceitar a existência da outra, representando a incrível jornada do Ser Humano que busca o Autoconhecimento.

(Créditos: Epopéia)

Esta animação, que vai divertir e ensinar tanto Adultos quanto Crianças, nos faz refletir sobre como é importante aprender a lidar com todos esses “eus” que existem dentro de nós, cada um reclamando por alguma coisa diferente.

Se Você ainda não assistiu, coloque a pipoca no micro-ondas, arrume seu espaço preferido no sofá e vá assistir! Tem no Netflix!

Pesquise sem sair da publicação

Artigos mês
fevereiro 2024
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829  
Siga o nosso instagram

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, de acordo com a nossa Política de privacidade . Ao continuar navegando, você concorda com o uso de cookies.

Escute músicas enquanto navega em nosso site.