O Dia dos Pais está chegando e a gente já fica com as emoções à flor da pele. Para aqueles que não podem comemorar junto aos seus, fica no coração um misto de saudades, lembranças e gratidão por todos os momentos da vida que puderam compartilhar em suas presenças. Mas, para os que ainda podem desfrutar da presença dos seus pais, fica a certeza da importância e representação que a paternidade tem e teve ao longo do trajeto de suas histórias.

Sem dúvida, todos nós sabemos o poder do impacto da paternidade, seja quando observamos ou quando experimentamos tal papel social. E, quando não a temos, sabemos o alto preço que se paga, tanto individualmente quanto socialmente, frente a essa ausência. Os curtas “Father” dirigido pelo iraniano Mohammad Reza Kheradmandan e o “Father and Daughter” do chinês Chenglin Xie são ótimos exemplos a serem citados quando se fala da importância de um pai na vida de um filho.

A animação dirigida por Chenglin Xie nos convida a observar sobre a relação entre uma filha e um pai ao longo da sua infância e adolescência. A menina, que desde muito cedo busca estudar e praticar o esporte de barras irregulares, é acompanhada pelo pai em todo o seu percurso: dos primeiros passos, vibrando com as suas conquistas, até as suas derrotas. O paralelo que se faz entre o seu crescimento físico e o desenvolvimento de sua carreira retrata a experiência de vida da garota que teve como base o relacionamento afetuoso que teve com o pai.

Já o curta “Father” nos arrebata para uma das expressões mais bonitas da paternidade, que é a força da proteção. A animação é de uma sensibilidade incrível, ela nos emociona não só pelo seu valor simbólico, mas pelo nível de simplicidade e profundidade com que aborda o tema. O vídeo se inicia com um casaco masculino estendido no varal que vai sendo balançado por uma corrente de vento, e esta vai aumentando a intensidade. À medida que a dinâmica vai se desenvolvendo, o casaco vai ganhando vida e vai se sustentando como pode. Segundos depois da passagem da ventania, o casaco, com um de seus braços, abre o seu fecho e deixa sair de dentro de si um vestido de mulher e roupas de tamanho e gênero diferente de crianças. O telespectador é impactado pela associação direta que produz entre a relação das roupas no varal com uma família.

Com ambas as animações podemos perceber que a função do pai junto aos filhos é de uma relevância muito interessante. Vários são os valores que o pai pode nos representar como a Fortaleza, a Coragem, o Amor incondicional e, principalmente, a Lealdade de acompanhar os seus filhos em todos os momentos de suas vidas. Para o pai, não importa muito a idade do filho, para ele sempre é momento de Cuidar, de Amar e de Servi-lo e Orientá-lo para seguir a vida. São eles que nos possibilitam o acesso aos primeiros símbolos de um herói e nos preparam para as grandes aventuras que ainda estarão por vir.

Essa percepção não é só poesia. Na própria psicologia, por exemplo, já é consenso quanto a premissa de que para um desenvolvimento emocional positivo e seguro para os filhos é importante que exista um ambiente onde a presença paterna, ao lado do papel materno, proporcione afeto, apoio e proteção na construção da subjetividade desses indivíduos. Quando não há um ambiente saudável ou pessoas que representem esses papéis (de pai e mãe), há grandes possibilidades de sérios traumas em relação à questão afetiva de uma pessoa.

Antes mesmo de nascermos os nossos pais já sonhavam com a gente. Foram anos investindo em Amor, Tempo, Atenção e Cuidados. Sem exageros, podemos dizer que eles deram as suas vidas por nós, sem pedir nada em troca. Se chegamos até aqui, tenha certeza de que muito, se não toda essa caminhada, só foi possível graças aos nossos pais. Por isso, devemos amá-los profundamente, valorizá-los mais e conviver enquanto ainda os temos pertinho. Em ambos os curtas há uma ternura ao abordar a temática que nos convoca a refletir sobre a nossa relação com os nossos pais.

Por fim, vale ressaltar que assumir o papel da paternidade exige ao indivíduo mais do que Compromisso. Além disso, ser pai requer Honra e Lealdade para conduzir outros Seres Humanos. É desses indivíduos que irão surgir os próximos cidadãos que contribuirão para toda a sociedade, haja vista que são nos núcleos familiares onde se tem as primeiras respostas sobre o mundo e inicia-se o processo de educação. Portanto, um pai é do tamanho dos seus Valores Morais, que possamos ser cada vez mais Virtuosos, pois quanto mais Virtudes tivermos, maior será o nosso exemplo de Ser Humano para os

nossos filhos. 

Pesquise sem sair da publicação

Artigos mês
fevereiro 2024
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829  
Siga o nosso instagram

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, de acordo com a nossa Política de privacidade . Ao continuar navegando, você concorda com o uso de cookies.

Escute músicas enquanto navega em nosso site.