Descrever “The Talos Principle” não é tão simples, pois nada é capaz de substituir a experiência de jogar este belíssimo game. Apesar de já ter alguns anos nas costas, ele ainda é capaz de intrigar o player e presentear seus olhos com gráficos modernos, além de cenários que podem facilmente se passar por locações reais. Nossa jornada em “The Talos Principle” se inicia ao som da voz de quem se auto-intitula “nosso criador”, e diz chamar-se Elohim. Coincidência, ou não, essa é uma das formas que o povo Hebreu chama a Deus.

Elohim se apresenta e nos acompanha por todo o jogo, conversando conosco, nos dando conselhos, e até mesmo, nos consolando se fracassamos em alguma missão, o que reforça a sensação de imersão no game. Entre seus conselhos, ele avisa se estamos dedicando muito do nosso tempo resolvendo missões desnecessárias, ou executando uma tarefa que pode ser feita depois. E por falar em missões. E por falar em missões, nossa missão neste game é formar puzzles, para acessar novas áreas do mapa . Nós precisamos recuperar peças geométricas, que ao serem alinhadas corretamente, servirão para abrir os portões que darão acesso aos próximos níveis. Mas, encontrar e recuperar essas peças não é uma tarefa tão simples assim, e fará você bater cabeça por um bom tempo.

Se você acha que isso é tudo, está enganado! A experiência fica ainda mais interessante quando, finalmente, descobrimos que nosso personagem não é humano, mas uma máquina. Quem tem certo conhecimento em filosofia e mitologia grega, a essa altura, com certeza, entendeu a referência presente no nome do jogo. Se você está perdido e ficou sem entender, nós explicamos. Na mitologia grega, Talos é um ser autômato forjado pelo deus Hefesto, a pedido de ninguém menos que Zeus, para proteger a Ilha de Creta. Em “The Talos Principle”, nós somos um ser autômato, criado por um deus, e postos a solucionar quebra-cabeças recompensadores, enquanto somos levados a refletir sob a luz da filosofia. Assista ao trailer a seguir, e tenha uma ideia do que o jogo lhe reserva.

Belos cenários, mensagens de diversos filósofos, da antiguidade e contemporâneos, quebra cabeças gratificantes, e “O Criador” falando diretamente em nosso ouvido. Todos esses elementos juntos, formam uma atmosfera quase perfeita para o nosso aprendizado pessoal. Muitas vezes agimos como máquinas, apenas executando as tarefas do dia a dia, e vivendo na rotina da sociedade. Para muitas pessoas, tudo bem viver assim, mas se estivermos dispostos a “sair da caverna”, estaremos prontos para viver e ver a verdadeira Beleza de aprendermos a crescer com as experiências.

Ao contrário de “The Stanley Parable”, que tem como foco o nosso livre arbítrio, a capacidade de fazermos escolhas e suas consequências, em “The Talos Principle”, somos levados a refletir sobre nossa existência, o mundo a nossa volta e como aceitar os ensinamentos deixados pelas gerações passadas. Essa capacidade de aprender com o outro e com as experiências passadas, é essencial para continuarmos evoluindo, pois nos ajuda a superar os desafios impostos pela Vida. Assista ao gameplay a seguir, e tire suas próprias conclusões.

“The Talos Principle” é um game agradável de se jogar, suas missões não são cansativas, e as mudanças de ambientação tornam nossa experiência ainda melhor. Você ainda pode desfrutar do jogo em seu Play Station 4, ou pode baixar para o seu computador com Windows, Linux ou Mac OS na Steam Store clicando aqui. Para o seu smartphone com Android clicando aqui e para seu dispositivo com iOS clicando aqui.

Bom divertimento!

Pesquise sem sair da publicação

Artigos mês
fevereiro 2024
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829  
Siga o nosso instagram

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, de acordo com a nossa Política de privacidade . Ao continuar navegando, você concorda com o uso de cookies.

Escute músicas enquanto navega em nosso site.