Dizem os mais sábios que poderíamos aprender tudo apenas observando a Natureza e as suas Leis. Uma das maiores lições que ela nos traz se pauta na Lei Universal da cooperação entre as espécies no âmbito de sua convivência. Há inúmeras espécies de seres vivos que trabalham em grupo, se protegem e sobrevivem dos seus predadores. Quanto aos Humanos, a Lei da Cooperação não é só importante, mas vital para uma vivência consigo mesmo e convivência com os demais.

É extremamente necessário olharmos para o outro e reconhecermos a sua importância na construção do nosso Ser e na realização dos nossos trabalhos e conquistas pessoais. Ninguém cresce ou atua sozinho nessa existência, a Natureza nos mostra que trabalhar em grupo visando a Solidariedade, o Bem Comum, a Cooperação e a União sempre nos possibilita crescermos como Indivíduos e realizarmos feitos inimagináveis enquanto equipe.

A vida não é apenas pedagógica, ela nos aponta as evidências necessárias para o caminho da evolução que devemos seguir. Seja através das nossas experiências coletivas, vivenciadas em torno de espaços sociais por onde transitamos, ou através dos nossos aprendizados pessoais, o fato é que precisamos aprender sobre a Arte de Viver para que possamos não só responder às provas que a vida nos traz, mas continuar a nossa evolução Humana. Isso inclui a compreensão de todas as Leis da Vida e, consequentemente, a integração ao fluxo delas.

Embora, muitas vezes, não acreditemos na “Lei da Cooperação” e por isso seguimos nossa caminhada de maneira individualista, a solidariedade sempre estará presente em nossas vidas. Desde que nascemos necessitamos uns dos outros para sobreviver. De igual modo, da infância até a vida adulta, as nossas experiências afetivas junto aos nossos familiares,  os trabalhos escolares ou universitários de nossa vida estudantil, ou mesmo os nossos trabalhos profissionais, nos mostram que a solidariedade sempre atravessou a nossa convivência social e nos ajudou a integrar os demais à nossa própria dimensão enquanto Indivíduos. E, para aqueles que assim como nós, acreditam na máxima “a união faz a força”, sabem que essa expressão não pode ser apenas retórica, mas uma vivência e uma prática diária.

Entretanto, antes de qualquer coisa, é preciso reconhecer a importância da ideia de Solidariedade ao próximo. Primeiro precisamos vê-la em nosso interior e a seguir passar a reconhecê-la em todas as partes que compõem o Universo.  Assim, não se pode ver fora o que não se tem dentro de si. Se observarmos a própria Natureza, poderemos aprender com os outros seres vivos a sermos mais cooperativos na sociedade em que vivemos, afinal, na Natureza há várias espécies que vivem em regime de cooperação.

No mundo animal, por exemplo, ser cooperativo não é só garantia de sobrevivência para a espécie, mas é vital para o bom funcionamento do ecossistema como um todo. Podemos citar aqui como exemplos de animais cooperativos as formigas, que são conhecidas pela sua organização e a sua capacidade de trabalho em equipe. Sabe-se que grandes formigueiros são capazes de carregar objetos infinitamente maiores do que as formigas e só conseguem porque atuam em parceria, de forma organizada.

Um outro bonito exemplo encontrado na Natureza é o caso das abelhas. Elas são consideradas simbolicamente como a representação da União a serviço do todo. Na colmeia, as tarefas e o poder são divididos em função de todo grupo através de estímulos visuais, auditivos, táticos e, por vezes, químicos. Para alguns, a forma de organização das abelhas muito se assemelha aos comportamentos Humanos.

Há ainda exemplos de várias outras espécies, como os pássaros e alguns tipos de peixes que vivem e trabalham em grupo visando a proteção do bando e, consequentemente, a sua sobrevivência. Os que conseguem reconhecer a expressão dessa Lei de Cooperação na vida e na Natureza percebem de maneira natural sua vitalidade para a vida dos indivíduos e da sociedade. Desse modo, viver em sociedade nos demanda uma relação harmoniosa e de empatia com todos os que nos cercam. Porém, se os animais expressam a Lei da Cooperação apenas por um instinto de sobrevivência, nós, Humanos, deveríamos expressá-la por Consciência e Vontade.

Existe um desses ditados populares que diz que “juntos somos muito mais fortes.” Para além de uma frase de impacto, o que se percebe é que nessa máxima há uma intuição profunda a respeito do que todos nós sabemos: que quando estamos juntos, reunidos por um propósito comum, desenvolvemos uma misteriosa capacidade de resolução e superação de problemas. É bem verdade que se pode crescer e construir algo sozinho, mas o poder de realização é infinitamente inferior se comparado a potência de realização junto à soma de vários Indivíduos reunidos com o mesmo objetivo.

Por fim, é importante ressaltar que a Natureza tem muito o que nos ensinar acerca da Cooperação e Solidariedade ao próximo. Pois, quase que de maneira mágica, todos os seres vivos cooperam entre si e criam um equilíbrio em todo ecossistema. Pensando assim, com as sociedades humanas não deveria ser diferente, uma vez que para se obter equilíbrio e harmonia social é preciso que todos os Indivíduos possam ser solidários. Cada um de nós tem uma contribuição a oferecer frente ao Todo: seja no nosso trabalho, em nossas casas ou mesmo com nossos amigos, todos são importantes na composição social e podemos atuar em diferentes esferas dessa sociedade. Todas as vezes que os Indivíduos negligenciam a solidariedade entre si e entram em estados de competição, nosso sentido de colaboração e construção de uma Harmonia social desaparece. Portanto, urge refletir sobre a nossa postura frente ao nosso meio social e nos perguntar diariamente: somos aqueles que trabalham para um meio social mais cooperativo ou competitivo? Caminhemos, a todo momento, rumo a Unidade e a Solidariedade entre todos nós, pois só assim poderemos construir, um dia, uma sociedade mais Humana.

Pesquise sem sair da publicação

Artigos mês
fevereiro 2024
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829  
Siga o nosso instagram

Compartilhe com quem você quer o bem

Talvez você goste também

Deixe um comentário e faça parte da conversa!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, de acordo com a nossa Política de privacidade . Ao continuar navegando, você concorda com o uso de cookies.

Escute músicas enquanto navega em nosso site.