Sabe aquele dia que você programou o horário certo de sair de casa, o trajeto que ia fazer, todos os afazeres da agenda prontos para serem cumpridos, e dá tudo errado? Nada do que foi planejado você conseguiu fazer e ainda por cima surgiram

imprevistos novos que lhe tiraram do sério. Olhando tudo isso você diz: “Mas por quê, justo hoje, isso tinha que acontecer comigo?!”. Já passou por essa situação? Então veja o vídeo abaixo:

Muitos filósofos alertavam o ser humano sobre o cuidado com o egocentrismo. Temos a tendência a nos achar o centro de tudo, e a pensarmos que tudo gira e funciona ao nosso redor. Quando as coisas dão certo, foi porque a Natureza conspirou ao nosso favor, quando dão errado, foi para nos castigar, mas bom ou mau, o mundo sempre gira à nossa volta. Este vídeo funciona como um choque de consciência para todos nós, pois quando achamos que tudo acontece por nossa causa, ele nos mostra que, diante do Universo, somos uma partícula tão minúscula quanto o núcleo de um átomo, quando comparado às nossas células.

Se tivéssemos sempre em mente a pequenez do homem diante do Universo, será que continuaríamos indignados quando as coisas dessem errado, e continuaríamos pensando: “Por que justo hoje e justo comigo?”. O Universo em toda sua grandeza talvez tenha fenômenos mais complexos para se preocupar do que nos punir, fazendo com que o planejamento do nosso dia saia errado, não acha?

Durante toda a humanidade, o conhecimento do Universo como grandioso e complexo sempre existiu. Existiu com os gregos, com os orientais, com alguns filósofos da Idade Média, que garantiram que esse conhecimento não morresse, e hoje, se sabe cada vez mais sobre as dimensões do Cosmos. E como pode, diante de tanto conhecimento que nunca nos faltou, ainda nos sentirmos grandes e superiores a tudo?

Todos os filósofos que nos alertavam do egocentrismo também nos orientavam sobre a necessidade do homem de se conectar com a Natureza, como o antídoto dessa “síndrome de grandeza”. Reconhecer a Natureza, suas leis e a harmonia que a percorre, nos faz sentir parte dela, parte de um todo onde tudo encontra-se interligado. Hoje não nos faltam exemplos de egoísmo no mundo, e muitas vezes nos choca a capacidade de alguns de fecharem os olhos ante os problemas dos outros, ou de simplesmente não se moverem para ajudar. Mas será que esse egoísmo não tem base no nosso egocentrismo? De pensarmos ser o centro do Universo e que tudo existe para nos servir? Quando o carro quebra no meio da avenida, será mesmo que deu errado? Quando eu termino um relacionamento, tudo deixa de ter sentido? Quando lidamos com um chefe difícil, é mesmo um castigo do Universo? Ou ainda mais profundo, quando nos deparamos com a morte… Será realmente o fim de tudo? Talvez se mudarmos a nossa posição e passarmos a ver que somos apenas uma pequena parte do Universo, reconheceremos nosso real tamanho, e veremos que a Vida segue uma lógica e obedece uma Lei maior, que se aplica a todos os seres de forma ampla, não só a nós. O objetivo da Natureza é nos impulsionar a sermos melhores, por isso tudo o que acontece, desde os vegetais e animais, até os seres humanos, planetas e galáxias, está dentro do seu plano.

Com essa nova visão, passaremos a dar o real valor aos nossos problemas, e redescobriremos o que nos foi dito há séculos pelos filósofos: Estamos aqui para pertencer e servir ao Cosmos.

Pesquise sem sair da publicação

Artigos mês
fevereiro 2024
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829  
Siga o nosso instagram

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, de acordo com a nossa Política de privacidade . Ao continuar navegando, você concorda com o uso de cookies.

Escute músicas enquanto navega em nosso site.